Textos

Satisfeito!... Obrigado meu Deus!...
No cotidiano
Árduo do trabalho (profissão)
Escolha própria
Cada um
Com sua predileção.
Onde de cara deparamos aos desafios
Ora amarguras
Angustias
Dores
Desespero
Revoltas
Mágoas
Dissabores
De logísticas
E até de companheiros
Descompromissos
'Pontualidades'
Exageros.

Um manda mais
Ou nada manda
Um não me disse
Não marcou
Não me avisou
Falta isso
Falta aquilo
Não chegou
Não trouxeram
Não vem mais.

Sentimentos de cumprir os compromissos
Para outros
É assim um tanto faz
Vontade de largar tudo
Confusão
Chutar o balde, gritar "pôrraaaaa!..."
Deixar todos na mão.

Ai rasga um sentimento bem de dentro
Aquela coisa do amor
Ao trabalho (profissão)
Tem que ser feito
O evento está marcado
E nome está exposto a atração
Por cima de pau e pedra o evento acontece
Nessa hora desce um anjo
Sobre tudo e põe a mão.

A angustia
E a dor se esvai um pouco
Pois no palco
Se recebe a gratidão:
No sorriso expressivo das crianças
Forte abraço, comoção
E os aplausos relevantes dos adultos
Tão sinceros como um aperto de mão.

Termina o evento
Está tudo revirado
Se junta tudo
Cada um no seu quadrado
Salão limpo
Palco limpo
Tudo entregue
Indo embora
Ainda um pouco chateado.

Chega em casa
O corpo 'inda ta cansado
Dentro do peito
O sentimento
Também um pouco magoado.

Mas, quando se joga
A cabeça ao travesseiro
E se reflete ao trabalho realizado.
Ai sim
Satisfeito!...
Acabam todas as magoas
Obrigado meu Deus!...
Muito obrigado!...


Luiz Viana
Enviado por Luiz Viana em 05/11/2019


Comentários