Textos

"Veio na têa"
   Tem nada a ver com teia ou telha. É uma gíria nossa. Essas giras de 'caba da peste' mesmo, aqueles cabeças chatas. - Ah!... acho que entenderam.
   Pois bem, acho que 'rudiei' demais - 'ramo' a que interessa.
   Veio na têa, escrevi:

   Manhãzinha sempre quando acordo. Ah! Acordo não, me desculpem, quando Margarida me acorda, depois que o alarme do celular já tem lhe acordado. Não sei quem é mais desmancha prazer se o celular ou a Margurith (as vezes carinhosamente chamo assim minha singela companheira de muitos anos).
   É isso mesmo. Manhãzinha ao levantar logo desço a cozinha para preparar o café (nem precisava dizer que tem um comodo superior na casa mas, quando digo desço, já demonstra. - É!... saiu por acaso), não que os demais não saibam fazer, nem que eu seja mandado pela Margarida. - Será?!... Deixa pra lá, lá em casa todos fazem café, depende do momento oportuno. - Eu estando em casa sou eu que faço. uma simples razão, sai melhor, não sei por que? ( a mesma água, o mesmo fogo, pó de cafe e açúcar). Alem do mais, quando ela se acorda logo vai se arrumar, tem que sair pro trabalho e sem a tarefa do café, ganha um tempo e nunca sai atrasada. -'Inda bem!... Seguida vem três ou mais pequenas tarefas que sempre faço antes de ir ao trabalho, entro mais tarde, tenho mais tempo.
   Essas são as tarefas: Comprar pão, ali pertinho nas vendas da Jaqueline, Regina, d. Maria ou seu Jeronimo, a que for mais próxima e estiver atendendo no momento, não tenho preferência(todos amigos); Ok! Tenho uns preás do reino. Dou umas circuladas, ao redor, pelo quintal e terreiro, pego capins e algumas plantinhas verdes e supro a alimentação dos porquinhos da Índia pro resto do dia; Depois vem a irrigação das plantas, meu quintal é pequeno mas, repleto de tomateiros, coentro, pimentões, cebolinhas e outras evas que gosto de cultivar; Tem a qlate também. O Elisin deveria cuidar dela, isso é ideia dele, ele que a trouxe (nunca pensei em criar cachorro). - Sobrou pro pápá aqui, alimentá-la, bem mais agora que está com cinco filhotinhos.
   (Elison é meu 2° filho, 1° com a Margarida, tenho mais três, O Edson de um relacionamento anterior, O Pretin(Erison), o Eric e mais dois netinhos).
   Esse instante, Margarida já tem saído e vem a bater a porta Agatha. Isso é corriqueiro, minha netinha uma benção, filha do Elison (o outro neto e o Edson Filho, filho do Edson), ela mora com a outra avó, os pais Elison e Claudia são separados mas, o pai ficou com a incumbência de levá-la a escola, vezes eu mesmo levo, quando faço isso parte dessas tarefas ficam pra quando eu volto.
   Quando ela chega é assim, nesse intervalo da chegada até ir a escola, ninguém fica sossegado, vai logo mexer com o Neguim (o Pretin, bom temos essa mania, uma hora Neguin, outra Pretin) e o Eric que ainda estão dormindo, " estavam". Deixa os dois irritados mas, não deixa de receber um forte abraço de cada um(são os tios), com preás, qlate, filhotes, até comigo ela mexe. Quer irrigar as plantas e eu não deixo, pra que não molhe a farda, se irrita comigo e é assim...  
   Manhãzinha que falo, foi hoje, 30/09/2019.
   Agatha acabara de sair com o pai. Então sigo minhas tarefas. sempre quando termino o quintal,rodeio frente e lateral da casa, molhando outras plantinhas e verificando algum lixo que sempre acumula ao pé da calçada.
   Voltei ao quintal e peguei um saco já com lixo, colhi o que tinha juntado no momento e coloquei ali enfrente a minha casa. Segunda é dia do carro da coleta, passa também as quartas e sextas.
   Juntamos ali até a chegada do carro, são varias sacolas, baldes, tanto meu como dos vizinhos onde o carro não tem acesso.
   No exato momento que eu colocava as sacolas, aproxima-se um gatorinho pretinho ( sem preconceito, sem racismo - Viu gente!... Por favor. É por que ele é preto mesmo) e começa a vasculhar asa sacolas do lixo. Não sei bem se procurava encontrar alimento mas, selecionava algo do seu interesse,  como pets, metais e algo mais do pouco que havia ali, de seu interesse, que pudesse ter algum valor de reciclagem.
   Interessante que o vejo com aquele procedimento quase sempre nos dias de coleta, outras vezes vem com uma carrocinha, no momento estava apenas com uma sacola de compras, ele já deve saber bem os dias certos. interessante que esses dias de começo de semana são os dias que rendem mais suas coletas. acho  que ter havia algum problema com sua carroça de pneus de bicicleta...

   Porem nunca caiu na minha cuca esse pensamento que me veio àquele instante.
"Veio na têa".

   " Pô gente, seria bem interessante esse garotinho lá na ONU, seria bem mais interessante que a menina  Greta Thumberg(nada contra, ela tem seus argumentos). É que porque ele passou, olhou as coisas, levou o que poderia levar, me olhou de soslaio, com a cara meio serio, meio sorriso, sei lá, não falou nada,não pediu nada, de nada reclamou.Ele bem que poderia ter me xingado, xingado a vizinhança toda, por não separa os plásticos, os metais, os orgânicos e gritar por não deixar o alimento separado, se caso um dia de fome. mas nada disse, continuou seu caminho para pontos seguintes de outros pontos de lixo da vizinhança...




.........
Luiz Viana
Enviado por Luiz Viana em 02/10/2019
Alterado em 02/10/2019


Comentários